Vou lutar até o fim para ser candidato, afirma João da Costa

João da Costa insiste na luta para ser candidato (Nando Chiappetta/DP/ D.A Press/Arquivo)Ainda inconformado com a decisão da executiva nacional que negou o direito à reeleição, o prefeito do Recife, João da Costa (PT), tem reforçado o argumento de que foi injustiçado e que os argumentos apresentados para a escolha do senador Humberto Costa não lhe convenceram.

Excluído da disputa na semana passada, o prefeito afirmou a que no direito de filiado recorrerá a decisão ao diretório nacional, uma instância acima da executiva. “Achar que isso seria normal, que eu iria aceitar, sem me indignar… Foi um ato de força, de violênca. Estou triste com meu partido, mas faz parte da política. Vou lutar até o fim para ser candidato”, afirmou hoje pela manhã durante uma entrevista a uma rádio local.

 Num tom firme e sempre se utilizando da palavra “nós”, João da Costa explicou que tem se encontrando frequentemente com filiados do partido para conversas sobre o documento que enviará diretório nacional. “O nosso desejo é garatir nosso direito, não atrapalhar. Venho discutindo com companheiros e há um consenso que devemos recorrer. Agora estamos analisando os prazos”, detalhou.

 Questionado sobre a chance de não ter o documento aprovado, Costa negou a possibilidade de articular alguma aliança com o senador Humberto Costa. “Essa não é a discussão que está acontecendo agora. Se a decisão for contrária, sentarei com meus companheiros para decidir o que fazer.” Segundo Costa, hoje existe uma dificuldade imensa parar firmar uma futura parceria com o senador.

Fonte: Diario de Pernambuco

Blog do Bnana

Deixe seu comentário