UFRPE e Univasf paralisam atividades e deixam cerca de 20 mil sem aula

Professores da UFRPE aderiram à paralisação (Foto: Vanessa Bahé / G1)Mais de 15 mil alunos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e quase cinco mil estudantes da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) estão sem aulas por tempo indeterminado. A unidade da UFRPE no Recife entrou em greve na manhã desta quinta-feira (17), após assembleia da Associação dos Docentes da Rural (Aduferpe), na terça (15).

De acordo com o presidente da Aduferpe, o professor Cícero Monteiro, a paralisação faz parte de um movimento nacional. “Nosso objetivo maior é conseguir o plano de carreira. Quando o professor entra na universidade, ganha menos que outros técnicos do serviço público. Além disso, vemos grandes distorções na carreira de professor. Queremos estabelecer 13 níveis”, explica Cícero.

O sindicato acredita que tem, pelo menos, 90% de adesão nesse primeiro dia na sede. A paralisação das unidades de Serra Talhada e Garanhuns começou na própria terça-feira (15), ficando totalmente paralisadas as aulas, de acordo com o sindicato. “Os problemas lá vão além dos nacionais, são também locais, de estrutura”, detalha o professor.

A Univasf informou que as aulas foram paralisadas na terça (15) e ainda não tem previsão de volta. Os professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) fazem assembleia na manhã desta quinta para decidirem se vão aderir à greve. Para parar as atividades, 10% dos associados devem votar a favor, ou seja, 214 docentes.

Fonte: G1 PE

Blog do Banana

Deixe seu comentário