SENTENÇA QUE RECONHECE REGISTRO DA CANDIDATURA DE JOSEPH NÃO É DEFINITIVA

Joseph Bandeira, após sucessivas derrotas na instância partidária, consegue sua primeira grande vitória na luta contra os titãs do Partido dos Trabalhadores, que são contra sua tentativa de ser o candidato a prefeito pelo partido de Lula, à prefeitura de Juazeiro. No começo da tarde de ontem (23), o juiz Ednaldo Fonseca, deu provimento a ação cautelar interposta pela presidente do PT local, a favor da candidatura de Joseph Bandeira, contestando a decisão das executivas nacional e estadual do PT, que decidiram pela manutenção da coligação com o PCdoB, indicando inclusive, o vice na chapa à reeleição do prefeito Isaac Carvalho.

Alheio as querelas jurídicas, Joseph Bandeira vem se comportado (agora de fato), como o candidato petista na disputa pelo cadeira principal do Paço Municipal. Joseph vem realizando caminhadas e comícios, arrebatando um grande número de seguidores. A coligação Juazeiro de Fé, ressabiada pelos acontecimentes recentes, tem se mostrado bastante contida em qualquer manifestação, prevalecendo o bom censo de esperar o anúncio oficial, para daí extravazar a alegria do reconhecimento pela justiça da legalidade de suas ações, ao contrário do que tem pregado a alta cúpula do Partido dos Trabalhadores, que insiste em afirmar que o partido vai com Isaac nestas eleições, em detrimento a sua candidatura.

A sentença

De acordo coma sentença do Juiz da 3ª Vara Cível e Comercial de Juazeiro, Ednaldo Fonseca Rodrigues, “O egrégio TSE tem decidido de forma contínua, mansa e pacificamente, que a anulação de convenção de nível inferior deve decorrer de violação de diretrizes legitimamente estabelecidas em convenção nacional nos termos dos arts. 7° ,§ 2°, da Lei nº 9.504/97 e 10 da Reso.-TSE n° 22.717/2008”, escreve o magistrado em sua sentença. Segundo ele, qualquer violação de diretrizes legitimamente estabelecidas em convenção nacional, impõe-se a concessão da liminar requerida. “Ante o exposto e ao que consta dos autos, impõe-se o deferimento da liminar pleiteada, já que se consideram preenchidos os requesitos autorizadores”, afirmou. As duas direções das instâncias superiores poderão recorrer da decisão.

Expulsão do partido

Diante de tudo isso vale a pena relembrar, que o Partido dos Trablhadores, tem um dispositivo em seu estatuto, que penaliza com expulsão, qualquer militante que coloque o PT na justiça. Diante disso, ja se fala que os diretórios estadual e nacional já estudam a possibilidade abrirem processo interno para decidir sobre a permanência de Joseph Bandeira no partido. Óbvio que o professor Joseph Bandeira está calçado em fortes argumentos e chicanes políticas, para mais esse round contro o que ele classifica de “Tiranos” do seu Partido dos Trabalhadores.

Fonte: QSP

Blog do Banana

Deixe seu comentário