Seleção feminina de vôlei vence e fatura vaga em Londres

Atual campeã olímpica, a seleção brasileira feminina de vôlei defenderá o título nos Jogos de Londres. Neste domingo (13), a equipe do técnico José Roberto Guimarães atropelou o Peru por 3 sets a 0 (25/12, 25/16 e 25/9) na decisão do Pré-Olímpico Sul-Americano em São Carlos, e garantiu a única vaga em disputa para a competição.

Principal favorita do Pré-Olímpico, a seleção terminou o torneio sem perder nenhum set e provando sua superioridade em relação às adversárias do continente. Como aconteceu nas outras três partidas que disputou, o Brasil imprimiu seu ritmo diante das peruanas e fechou a partida com tranquilidade, em 1h05.

Pela facilidade da partida ou pelo fato de não querer fazer testes na decisão, Zé Roberto não fez alterações na equipe ao longo da partida. Assim, a escalação titular, formada por Fabíola, Sheilla, Adenízia, Thaisa, Fernanda Garay e Jaqueline, além de Fabi como líbero, permaneceu em quadra por todo o jogo.

Depois de certa dificuldade no início do jogo, o Brasil deslanchou depois do primeiro tempo técnico e fechou o primeiro set em 25 a 12. Na segunda parcial, a história foi inversa: a equipe começou atropelando e depois relaxou, para fechar em 25 a 16. No último set, a seleção não tomou conhecimento do Peru e, com uma grande atuação de Fernanda Garay, fez 25 a 9 em apenas 21 minutos.

Com a vaga, o time brasileiro mantém a escrita de não ficar de fora do torneio de vôlei feminino em Jogos Olímpicos desde 1980, quando foi para Moscou. A seleção é a atual campeã, depois de vencer os Estados Unidos na final de Pequim, em 2008.

OUTROS CLASSIFICADOS – Também neste domingo outras duas seleções garantiram vagas para os Jogos Olímpicos, mas para o torneio masculino. Na Europa, a Itália conquistou o Pré-Olímpico do continente, enquanto os Estados Unidos levaram a vaga na Norceca (entidade responsável pelo vôlei das Américas do Norte e Central e Caribe).

Os italianos tiveram muito trabalho, mas conseguiram passar pela Alemanha, que havia batido a dona da casa Bulgária na semifinal, e com a vitória por 3 a 2 (25-22, 26-24, 19-25, 22-25 e 15-12) asseguraram lugar em Londres. Já os norte-americanos, atuais campeões olímpicos, passaram com facilidade pelo Canadá, por 3 a 0 (28-26, 25-18 e 25-20), para conseguir a classificação.

Fonte: Jornal do Commercio

Blog do Banana

Deixe seu comentário