Reunião discute ações no Distrito Industrial em Petrolina

Em busca de solucionar uma demanda antiga do Distrito Industrial, localizado em Petrolina, diversas entidades públicas, entre elas o município de Petrolina, representado pela Secretaria de Infraestrutura, participou no final da última semana de uma reunião extraordinária da Comissão de Prevenção do Perigo Aviário (CPPA). A pauta do encontro abordou o despejo irregular de resíduos sólidos em vias e terrenos do Distrito.

Com a preocupação pelo acúmulo de lixo, principalmente, nos terrenos de propriedade particular deixados por carroceiros, caçambeiros e até mesmo comerciantes do entorno como verificado através da Vigilância Sanitária, a situação que tem sido propícia para a presença de animais e aves configurou como urgência em solucionar a demanda. A Secretaria de Infraestrutura vem respondendo com a manutenção dos serviços de limpeza nas vias públicas, além de manter diariamente o atendimento com a coleta do lixo em toda a área da jurisprudência estadual, de acordo com a lei.

“Temos trabalhado para atender toda Petrolina e ciente desse problema constante naquela área, já havíamos buscado acordos com a AD Diper, empresa responsável pelo Distrito Industrial, para manter os serviços prestados pelo município e que ainda estão por cumprir por parte do estado”, afirmou o secretário de Infraestrutura, Ricardo Rocha, lembrando os acordos firmados. O último encontro aconteceu em novembro de 2011 com a representação municipal e estadual do conjunto empresarial envolvendo além da limpeza, já realizada pelo município, a manutenção e melhoria da iluminação pública e implantação de fiscalização motorizada por parte da administração do Distrito.

Quanto ao descarte irregular de lixo em terrenos privados que vem gerando a presença de aves, a representação da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) afirmou em ata de reunião não ter, por parte da empresa, registro dos proprietários dos lotes no Distrito Industrial além de ser, segundo o representante João Luiz Vieira de Oliveira, um processo quase impossível de conseguir. Mesmo diante das dificuldades apresentadas pela agência, a cópia da ata será encaminhada ao diretor-presidente da AD Diper, em Recife, a fim de buscar os proprietários dos lotes para cercar ou murar suas propriedades.

Blog do Banana

Deixe seu comentário