Prefeito de Afrânio diz que foi ameaçado de morte por deputado Adalberto Cavalcanti

O prefeito de Afrânio Carlos Cavalcanti (PSD), na foto ao lado, afirma que o deputado estadual Adalberto Cavalcanti (PHS) o agrediu verbalmente e lhe ameaçou de morte, na manhã de hoje, nas dependências da 3º Superintendência da Codevasf,  sediada em Petrolina.

Carlinhos, como é conhecido o prefeito, prestou uma queixa contra  Adalberto, depois do ocorrido.

O deputado é primo do prefeito, que busca a reeleição tendo como vice Rafael de Peron, filho de um dos maiores adversários de Adalberto, o ex-vereador Peron. Carlinhos foi à  Codevasf para denunciar uma suposta retirada  de cisternas por terceiros de frente da prefeitura.

“Quando entrei na sala do superintendente da Codevasf para perguntar quando seria atendido,  Adalberto  estava no recinto e me chamou de “safado” e disse que daria um tapa na minha cara,  e quando eu ia saindo ele disse: vou lhe mostrar como é que se faz. Isso só pode ser ameça de morte”, contou o prefeito.

Depois do episódio, o prefeito Carlos Cavalcanti foi até a rádio Grandio Rio AM prestar esclarecimentos sobres ações do seu governo, e falar sobre as agressões do deputado Adalberto. Carlinhos afirmou que irá pedir proteção policial e divulgar no maior número de comunicação possível o  que sofreu do deputado Adalberto Cavalcanti.

O deputado, nas eleições deste ano em Petrolina, faz parte do grupo de  apoio do pré-candidato Fernando Filho(PSB).

Blog do Banana

Deixe seu comentário