Por fim de tabu ou tetra, Corinthians e Santos fazem “clássico da vida”

Corinthians e Santos entram em campo nesta quarta-feira para realizar o mais importante confronto da história doclássico alvinegro paulista. No Estádio do Pacaembu, a partir das 22h (de Brasília), os dois arquirrivais decidem uma vaga na Copa Libertadores da América, em partida que pode trazer ou uma inédita classificação corintiana à decisão do torneio ou manter o time da Vila Belmiro vivo na briga pelo tetracampeonato.

“É o jogo mais importante da vida. Todos tivemos jogos importantes, mas a Libertadores é diferente para o Corinthians”, resumiu o lateral esquerdo Fábio Santos, do Corinthians, após treino realizado nesta terça-feira, no CT do Parque Ecológico.

Em busca da quebra do tabu de jamais ter alcançado uma final de Libertadores, o Corinthians terá uma baixa importante para o clássico desta quarta. O atacante Emerson cumprirá suspensão por cartão vermelho recebido no jogo de ida, na Vila Belmiro, quando a equipe visitante venceu por 1 a 0 e adquiriu importante vantagem para o jogo de volta.

Com isso, atacante Willian foi confirmado pelo técnico Tite no time titular em treino na segunda, e voltou a realizar atividade tática com o restante da equipe na terça. Ao lado dele, o técnico mandará a campo a seguinte formação: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Alex; Jorge Henrique, Danilo e Willian.

“Tem que ir para dentro, procurar o gol, procurar vencer”, disse o treinador. “O Corinthians pode administrar dez minutos finais. Não dá para administrar com um time como o Santos. É ser agressivo com a posse de bola, com uma marcação forte”, definiu o comandante corintiano. O clube do Parque São Jorge necessita de apenas um empate para se classificar.

Santos com possíveis mudanças no meio de campo

O Santos reencontra o rival para a decisiva semifinal com mudança previsível. Borges, de fato, deverá herdar a vaga de Elano, substituído já no intervalo do primeiro jogo, na última quarta-feira. O time, por sua vez, entra com ânimo renovado, sustentado pela recuperação de sua principal estrela, Neymar.

Muricy abdicou do jogo contra o Flamengo e aproveitou a semana para deixar os titulares com 100% de condições físicas, principal fator reclamado durante a semana. O técnico mandou um time só com reservas para o confronto pelo Brasileiro e intensificou trabalhos táticos com os prováveis escalados, já com Borges, que sequer viajou para o Rio de Janeiro.

“Surpresa (do Santos) não vai ter nenhuma, vamos fazer de tudo para que possamos vencer. Independente do que possa vir a acontecer, o Santos vai brigar. Brinco com o meu pai que vamos vender o Fusca, mas tem que ser caro. Então, vamos para o pau”, afirmou Neymar.

Diferente do primeiro jogo, o Santos não tem problemas no departamento médico com exceção ao uruguaio Fucile, afastado há mais de dois meses. Com isso, a possível escalação tem: Rafael; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan; Adriano, Arouca e Ganso; Neymar, Alan Kardec e Borges. O time praiano precisa apenas vencer – desde que faça mais de um gol – para avançar. Triunfo santista por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Jornal do Brasil

Blog do Banana

Deixe seu comentário