Miguel Coelho deixa Natal sem luzes e população sem o seu tradicional Réveillon e queima de fogos na Orla

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, termina o seu primeiro ano de mandato deixando uma péssima impressão para a sociedade. Neste ano, a capital do sertão sequer possui decoração natalina a altura “Terra dos Impossíveis”, como os munícipes esperavam de uma gestão que se denomina “Novo Tempo” para a cidade.

Nas gestões anteriores, a cidade era enfeitada através do conceito de design com materiais reciclados. Os prédios públicos, áreas de lazer e prédios históricos recebiam decoração especial.

O chefe do executivo alegou que faltam recursos para realizar um grande evento de natal e réveillon, no entanto, poderia, pelo menos, decorar melhor a cidade e investir em atrações culturais ou eventos menores que fomentassem a atividade comercial e turística, por meio da realização de uma programação mais modesta.

Comparada com a gestão anterior, esse ano Petrolina ficará a míngua sem programação natalina, decoração ou ações no intuito de estimular a economia local, principalmente, por se tratar de uma data especial para as famílias e turistas, que retornam ao município para se confraternizarem e iniciarem um novo ano.

Em nota, a Prefeitura de Petrolina antecipou que não realizará o tradicional réveillon da orla e nem a queima de fogos.

Deixe seu comentário