Lula: se quiserem que eu não vença, apresentem um candidato

Em seu terceiro dia pela caravana pelos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar o governo de Michel Temer pelo desmonte dos direitos sociais da população brasileira. Lula estava acompanhado do senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, e do coordenador da FUP, José Maria Rangel.

Em entrevista à Rádio Continental, de Campos dos Goytacazes, Lula disse nem que Temer desfrutasse de altíssima popularidade perante o povo poderia estar fazendo o que faz. “Você não pode ter um presidente da República governando para meia dúzia de pessoas. Nenhum presidente que tivesse sido eleito com 99% dos votos teria a desfaçatez para fazer isso que o Temer está fazendo. Ele está entregando para o golpe algo com que o povo jamais concordaria”, afirmou.

Lula criticou também a condução da economia pelo governo e o reflexo da operação Lava Jato na eliminação de milhares de empregos no País. “Você não pode matar quem gera emprego, a indústria naval, a indústria de engenharia nacional. Quem assume a responsabilidade por milhares de pais de família que não sabiam que o patrão estava roubando e foram mandados embora porque o patrão roubou?”, questionou.

“Você acha que alguém irá implantar uma fábrica em Campos se não houver consumo para os produtos que ele quer fabricar? As duas coisas caminham juntas. Só haverá produção se você tiver consumo”, acrescentou.

Na entrevista, Lula também desafiou seus adversários numa eventual campanha eleitoral. “Se quiserem que eu não vença as eleições, que tenham coragem de se juntar e apresentar um candidato para concorrer. Esse país não aceita que cortador de cana possa virar advogado ou diplomata. Eu já perdi três eleições, voltei tranquilo pra casa, não xinguei ninguém, não fiz passeata, não tentei anular as eleições como fez o Aécio e nem plantei ódio no país. Se eu for derrotado nas urnas, voltarei pra casa pra lamber minhas feridas”, disse o ex-presidente.  (247)

Blog do Banana

Deixe seu comentário