Embratel anuncia investimentos em Pernambuco e ameaça soberania da Oi

A soberania da Oi na telefonia fixa pernambucana pode estar com os dias contados. Embora o resultado da licitação da rede PE-Conectado ainda não tenha sido homologado, a Embratel anunciou um investimento de R$ 320 milhões em obras de infraestrutura de telecomunicações no estado.

A empresa encabeça o Consórcio 21, que disputa a manutenção de serviços de telefonia fixa e móvel, internet, câmeras de segurança, 0800, wi-fi e videoconferência que atendem ao governo de Pernambuco.

A nova rede de fibra óptica, com mais de 2,2 mil quilômetros, está começando a ser construída e deve ser finalizada em um ano. “Muito mais do que atender a demandas do edital, a Embratel está se preparando para que sua nova rede seja também utilizada para a oferta de novos serviços de telecomunicações. Pernambuco será o primeiro estado do país a ter real competição na telefonia fixa local, pois todos os seus 186 municípios poderão contar com a Embratel como uma nova concorrente”, enfatiza Maria Teresa Lima, diretora executiva Centro-Norte da Embratel.

O Consórcio 21 conta ainda com as empresas Claro, Hildebrando do Brasil e Americel. O grupo venceu a primeira etapa do processo licitatório da rede PE-Conectado, a dos lances, com proposta de R$ 1,03 bilhão. O grupo liderado pela Oi recorreu.

De acordo com a empresa, “já foi iniciada também a contratação de profissionais locais para atuarem no projeto, que possui mais 2,2 mil quilômetros de fibras ópticas para permitir uma nova oferta de telefonia fixa e móvel, ampliação dos serviços 3G e de banda larga móvel”. Além disso, os provedores de internet da região terão uma redução em 50% nos seus custos com facilidades de telecomunicações, isso sem contar que não precisarão mais investir em transmissão própria, como muitos hoje são obrigados a fazer.

Fonte: Diario de Pernambuco

Blog do Banana

Deixe seu comentário