EMANCIPAÇÃO DE SANTA MARIA DA BOA VISTA/PE

No dia 07 de junho, o município de Santa Maria da Boa Vista, comemorou sua emancipação política. Desde o fim de maio, essa querida cidade do interior pernambucano, festeja sua independência emancipatória.

Santa Maria da Boa Vista era antes conhecida pelo nome de “Povoação da Igreja Nova”. Era uma fazenda de gado, que depois da fundação de uma capela se transformou em núcleo populoso.

Administrativamente, o município é formado pelo distrito sede e pelos povoados de Jutaí, Caraíbas, Açude do Sapo II, Vila Rural de Cupira, Serrote, Núcleo Milano, Areal, Vermelho, Inhaum e Agrovilas.

Localizado às margens do rio São Francisco, o município traz a beleza natural da região. Os principais atrativos são os mirantes, como o do Vale, do Cruzeiro e do Carmelo, ponto de romaria. O “Velho Chico”, com suas corredeiras, é palco de diferentes paisagens e encantos, como os passeios de barco e um maravilhoso pôr-do-sol refletido em suas águas.

No centro urbano, Senhor Presidente, a cidade destaca-se pelas interessantes construções como a Igreja da Padroeira Nossa Senhora da Conceição, do século XIX, e os casarios do século XVIII.

O artesanato fica por conta dos trabalhos em pedra-sabão, ferro, barro e madeira (talhas e esculturas). Na gastronomia dominam os pratos à base de peixe, o “cari”, conhecido como a lagosta do São Francisco. Santa Maria da Boa Vista possui manifestações culturais como o maculelê (dança de origem africana), bandas de pífano, reisado e xaxado.

Os demais atrativos estão nas festas populares e religiosas realizadas todo ano, a festa das águas, festa de Nossa Senhora da Conceição (Padroeira da Cidade) e a Festa da Cariuva, em comemoração à safra de uva do município. A produção de vinhos em Santa Maria da Boa Vista é uma das fortalecedoras do desenvolvimento do setor no Vale do São Francisco, com uma produção conhecida nacionalmente.

Além do vinho, a região contempla atualmente uma das maiores produções de frutas do país e tem como principais produtos agrícolas: arroz, feijão, melancia, tomate, uva, mamona, manga, cebola, mandioca, melão, banana, milho, laranja e cana-de-açúcar.

A atividade predominante em Santa Maria da Boa Vista é a agricultura e vinicultura, com maior potencialidade de desenvolvimento para a agricultura. A mineração e os trabalhos artesanais em cerâmica, esteiras e vassouras, também merecem destaque.

O município de Santa Maria da Boa Vista faz parte da região de desenvolvimento do São Francisco, localizada no semi-árido de Pernambuco. Representando 15,20% do Estado, numa área de 15.044,42 Km², a região também é composta pelos municípios de Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Terra Nova.

Essa localização é alvo de grandes projetos que visam a expansão da economia para o mercado mundial. É o que vem sendo feito com a exportação de uva e manga para a Europa e Estados Unidos com a participação da VALEXPORT. A região do São Francisco possui um potencial econômico muito rico. Além da fruticultura, também se destaca a pecuária de corte, em especial a caprinocultura extensiva, a agricultura irrigada e o crescimento da floricultura como uma das alternativas de geração de renda.

Gostaria, Senhor Presidente, de cumprimentar a cada cidadão da querida cidade de Santa Maria da Boa Vista, com a certeza de que o desenvolvimento continuará sua trajetória gloriosa na região do Vale do São Francisco.

Deputado GONZAGA PATRIOTA

Blog do Banana

 

Deixe seu comentário