Ela é arrogante, diz Ciro sobre Luizianne Lins

O PT em Fortaleza formalizou nesta terça-feira (12) a saída do governo Cid Gomes (PSB) e anunciou que as críticas “antes internas” à gestão estadual agora serão mais explícitas. A contraofensiva é uma resposta à decisão de segunda (11) do PSB de lançar candidato próprio para a Prefeitura de Fortaleza e romper uma aliança que vinha desde 1986 com os petistas.

Em entrevista , o pré-candidato do PT à prefeitura, Elmano Freitas, afirmou que o deputado estadual Antonio Carlos, do partido, deixou hoje a liderança do governo na Assembleia. Chamado por Gomes para chefiar a Secretaria de Cultura do Estado, o parlamentar também declinou do convite.

“Não temos condições políticas de nos manter no governo, tanto que os três secretários  que tínhamos lá [Camilo Santana, Nelson Martins e Professor Pinheiro] já deixaram as pastas, e hoje foi a vez de o Antonio Carlos comunicar a saída da liderança”, disse Freitas, que completou: “O PSB é um aliado nacional, mas agora vamos discutir a relação com o governo do Estado. Sempre tivemos uma postura de críticas mais internas ao governo, agora estamos mais livres e com mais clareza de posições para criticar”, declarou.

O anúncio do PSB foi feito ontem à noite. A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, havia apoiado as candidaturas de Cid ao governo em 2006 e em 2010. Já o PSB integrou a coligação do PT nas eleições de Luizianne nos dois últimos pleitos (2004 e em 2008). Freitas era secretário de Educação da capital, posto do qual estava desincompatibilizado.

Oficialmente, o PSB alegou não concordar com o nome do pré-candidato apresentado pelo PT, definido em prévia interna semana passada e defendido pela prefeita.

Para o pré-candidato, contudo, foi “o discurso anti-petista” de Ciro Gomes, irmão do governador, o fiel da balança que definiu pelo rompimento.

“É muito natural e legítimo que o PSB queira ter um candidato próprio e apresentar suas propostas ao eleitor, mas lamentamos que uma figura de influência dentro do partido, como o deputado Ciro Gomes, sempre tenha sido adversário do PT no Ceará, além de ter causado uma divisão grande dentro do PSB local e adote um discurso anti-petista  –diferentemente do Cid”, comentou Freitas.

Entrevista de Ciro à TV estatal

Em uma entrevista recente à TV estatal a TVC, Ciro anunciou, antes até de o PSB negar aliança ao PT, que a parceria com a prefeitura Luizianne “exauriu-se”. Na entrevista, ele a classificou como “uma pessoa muito arrogante” ao citar um vídeo no qual ela teria dito que “elege um poste sem luz”.

“Para um político dizer isso, é porque perdeu a noção mínima de humildade que nos faz obrigados ao povo. […] Se você acha que tem essa capacidade de substituir o povo e eleger alguém que não tem sequer luz, acho que tem alguma coisa errada aí”, definiu o ex-deputado, no vídeo.

A reportagem fez contato com a prefeita de Fortaleza, mas ela ainda não retornou o pedido de entrevista.

Fonte: Uol.com

Blog do Banana

Deixe seu comentário