Delegacias paradas e 100% de adesão no sertão durante 24h de mobilização da da Polícia Civil de Pernambuco

Com 100% de adesão ao movimento às delegacias de todo o sertão permaneceram com as atividades paralisadas durante esta quarta-feira (30). Em Petrolina não foi diferente, os policias paralisaram as atividades e apenas os serviços essenciais como flagrantes, vítima menor, liberação de corpos no Instituto de Medicina Legal (IML) e local de crime foram mantidos.

 Simultaneamente a passeata realizada na capital pernambucana que levou mais de 500 policiais às ruas do Recife, para uma marcha da sede do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), com destino ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo, os policias de Petrolina fizeram uma mobilização em frente a delegacia da 213ª Circunscrição, no bairro do Ouro Preto, chamando a atenção da imprensa e da população.

 Até às 18h desta quarta-feira (30), apenas um flagrante foi registrado. Em dias normais são registrados mais de 30 ocorrências das cidades que integram a 26ª Área Integrada de Segurança (26 AIS), que compreende os municípios de Petrolina, Afrânio e Dormentes.

 A lista de pedidos da categoria inclui reajuste de 84%, que corrigiria a distorção existente entre um policial civil em final de carreira e um delegado em início de carreira, o pagamento de adicional noturno e horas extras dentro do que prega a lei, reestruturação das delegacias e equipamentos de proteção individual como coletes balísticos que são insuficientes.

Deixe seu comentário