Conselho Universitário anuncia novidades para o Vestibular 2013 da UFPE

O Vestibular 2013 da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) terá novidades para os feras. Na manhã desta quinta-feira (14), foi aprovado pelo Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão (CCEPE), durante reunião na Reitoria, uma série de mudanças que deverão vigorar na prova deste ano. Entre as mudanças está a inclusão de novos cursos de graduação em medicina e em saúde coletiva nos Centros Acadêmicos do Agreste (CAA), em Caruaru, e de Vitória (CAV). O bacharelado em estatística passou a aderir ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação (MEC). E em votação extrapauta, também foi aprovada a manutenção do uso da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como parte da nota da 2ª fase do vestibular, em face ao aperfeiçoamento do sistema de correção do Inep/MEC. O quantitativo geral de vagas oferecidas ainda não foi divulgado.

A 3ª fase do vestibular para o bacharelado em matemática foi extinta e o curso passa a integrar o grupo 3. Os vestibulandos do curso de música também têm motivos para comemorar. O bacharelado terá a 1ª fase composta pelo Enem (equivalente a 80% da nota) e por um teste de solfejo (20% da nota), de caráter classificatório e eliminatório. A 2ª fase terá as provas específicas aplicadas pela Covest (80% da nota) e o teste de habilidade específica em canto ou instrumento (20% da nota). Por sua vez, a licenciatura terá como 1ª fase o Enem (80% da nota) e a prova de percepção musical (20% da nota), composta por exames classificatórios e eliminatórios de percepção musical, solfejo e instrumento. A 2ª fase será composta apenas pelas provas específicas da Covest.

Outra mudança é a realização do vestibular de meio de ano para o curso de engenharia civil do CAA, junto com o processo seletivo de meio de ano das engenharias CTG – campus Recife. O conteúdo programático do vestibular deste ano também será modificado, sendo retiradas as questões de resolução gráfica da prova de geometria gráfica, aplicada na 2ª fase para o grupo 7.

O período de inscrições, já divulgado pela Covest, será de 11 de setembro a 5 de outubro de 2012. As provas da 2ª etapa serão aplicadas nos dias 2 e 3 de dezembro de 2012. Como primeira etapa, os candidatos devem realizar as provas do Enem 2012.

REDAÇÃO – O uso da redação do Enem na composição da nota da 2ª fase do Vestibular 2013 também foi trazido ao debate na reunião do CCEPE. Diante do aperfeiçoamento do processo de correção do Inep/MEC, os conselheiros optaram por manter a utilização da nota, o que não impede, segundo o reitor Anísio Brasileiro, que o procedimento seja novamente discutido para as próximas seleções. A votação extrapauta foi motivada pela urgência para cumprir o cronograma proposto para o Vestibular 2013.

MEDICINA – O curso de medicina de Caruaru ofertará 30 vagas a partir do segundo semestre de 2013. Esse número aumentará gradativamente podendo chegar a 80 vagas em 2016, segundo a professora Ana Cabral. Este ano, será lançado o edital de concurso para selecionar 12 docentes que serão contratados em 2013. Os professores receberão treinamento na nova metodologia que será aplicada ao curso, a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). Nela, a resolução dos problemas é feita por pequenos grupos de alunos orientados por um professor.

Enquanto é construída a sede do curso no campus Agreste, as aulas serão iniciadas em espaço locado e adequado para a graduação, contemplando, entre outras instalações, os laboratórios: morfofuncional, de habilidades clínicas, e de informática e comunicação.

Os estudantes do curso – que terá duração mínima de 12 semestres e máxima de 18 – iniciarão seus estágios na rede de saúde básica de Caruaru, já no primeiro ano da graduação. Para o aprendizado no atendimento de média complexidade, eles atuarão nas maternidades do município. Já a residência em alta complexidade será realizada no Hospital Regional do Agreste. A UFPE assinará convênio nesse sentido com a Secretaria de Saúde do Estado.

SAÚDE COLETIVA – O novo curso do CAV será o bacharelado em saúde coletiva, para formação de gestores em Saúde, em especial para atuar na Zona da Mata, região do Estado que apresenta os piores índices sociais. Terá duração de quatro anos, no horário noturno, com práticas e estágios em serviços diurnos. Serão oferecidas 30 vagas no primeiro semestre de 2013.

Fonte: Diario de Pernambuco

Blog do Banana

 

Deixe seu comentário