Candidatura de Odacy Amorim está por um triz

Com a ida do PP para o grupo de Fernando Filho, a candidatura de Odacy Amorim fica cada vez mais fragilizada. Essa é a intenção do mentor político do nobre deputado, seu próprio pai, o ex-prefeito Fernando Bezerra Coelho.

Sem o PP, o PT de Odacy fica cada vez mais isolado. Levar adiante uma candidatura sozinho, nos dias atuais, é praticamente impossível. Com partidos, se consegue mais tempo na TV, fundamental para apresentar propostas e atrair eleitores, dentro outros benefícios políticos.

Mas, se a estratégia do PSB der certo, e conseguir que Odacy não saia candidato, não é apenas o político ou o PT quem sairá perdendo. A democracia de Petrolina também será fragilizada. Os eleitores da cidade, que querem votar em Odacy,também serão penalizados. Porém, bem que em ato de coragem e de fidelidade ao seus votantes, Odacy podia se candidatar contando com apoio de sua militância, não abaixando a guarda para quem quer que fosse. Teria o nobre deputado peito para tanto? Quem viver verá.

Enquanto não se tem essa resposta, clara fica a estratégia de Fernando Bezerra. Minar a base de apoio do PT para força a retirada da candidatura de Odacy. Assim, o caminho ficaria mais livre para seu filho disputar o pleito com o Dr. Julio Lossio, além de pensar, claro, em conquistar o voto dos eleitores do seu ex-companheiro de Partido.

Com o PP na coligação do Fernando Filho, o grupo chega a 14 partidos, no mínimo. Assim, caso se eleja, Fernando e seu pai terão uma difícil missão: conciliar os interesses de partidos tão diversos dentro de um mesmo governo.

Blog do Banana

Deixe seu comentário