Calero questiona se Temer participou da lavagem de dinheiro de Geddel

O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero, pivô de um dos primeiros escândalos do governo Temer, voltou a pedir que a Procuradoria-Geral da República investigue a participação do peemedebista no caso do edifício “La Vue”, em Salvador.

Calero saiu do governo acusando o ex-ministro Geddel Vieira Lima de pressioná-lo para interferir na liberação da construção de um edifício fora dos padrões legais no centro histórico de Salvador, onde ele tem um apartamento, de R$ 2,4 milhões.

Além do tráfico de influência de Geddel, Marcelo Calero também citou na ocasião o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o próprio Michel Temer.

Um ano depois do escândalo, o ex-ministro foi às redes sociais pedindo mais investigações. (247)

Deixe seu comentário