AMMA e Univasf salvam árvore centenária na comunidade de Capim

Na comunidade de Capim, localizada a 28 km da área urbana de Petrolina, a prefeitura de Petrolina, através da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) e da Secretaria de Infraestrutura, em parceria com o Centro de Recuperação de Áreas Degradadas (Crad/ Univasf), realizou um ação de salvamento de um tamarindeiro de 122 anos. A árvore exótica foi plantada em 1890 por Maria Pedrina da Conceição, que morreu aos 83 anos de idade, em 1953.

A AMMA enviou uma equipe formada pelo ecólogo da Univasf, Fábio Socolovisk, e por agentes da Secretaria Municipal de Irrigação e da própria Agência de Meio Ambiente de Petrolina. A equipe realizou a poda da árvore, eliminação de enxertos, retirada dos cupins e das árvores invasoras, além de aplicar medicamentos para garantir a sobrevida do tamarindeiro.

A agência atendeu a solicitação do neto de Dona Maria Pedrina, Messias Nunes, que alertou a AMMA sobre a situação da árvore que além de sofrer com a longa estiagem, que atinge a região semiárida, também estava cercada de plantas invasoras e cupins.

Para o gerente de monitoramento da AMMA, Mozart Nunes, a ação além de ser importante para o meio ambiente, também tem seu valor histórico. “É raro encontrar em nossa cidade árvores centenárias e, além disso, o salvamento dela também propiciou outro resgate, pois uma família de camaleões foi encontrada na árvore”, relatou. Ainda de acordo com o gerente, os três animais encontrados na árvore foram encaminhados para o viveiro do Crad/Univasf, onde viverão num ambiente similar à caatinga original.

Texto: Carol Souza

Foto: Arquivo AMMA

Blog do Banan

Deixe seu comentário