Alunos protestam contra peso da redação do Enem na seleção da UFPE

Protesto contra peso da redação do Enem - Recife (Foto: Luna Markman / G1)Alunos de cursinhos pré-vestibular que se sentiram prejudicados pela correção da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e estudantes do 3º ano do ensino médio do Recife participam de um protesto, na tarde desta quinta-feira (21), nos cruzamentos da Avenida Agamenon Magalhães, próximos à Praça do Derby, área central da capital.

A ideia dos manifestantes é ir até a sede da Comissão de Vestibular da Universidade Federal de Pernambuco (Covest), que também fica no bairro do Derby. Eles querem chamar atenção do conselho universitário da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) para que a regra atual mude – hoje, no vestibular da UFPE, a redação que conta é a realizada por ocasião do Enem; os alunos querem que uma outra volte a ser aplicada nas provas em Pernambuco, cuja correção era feita pela Covest, e também faça parte da nota.

“Hoje, a nota de português é 80% a redação do Enem e 20% a prova discursiva na segunda fase. Queremos fazer duas redações, sendo que a do Enem valerá 20% e a da Covest, 60%. A prova discursiva continua. Ninguém aqui confia na correção do Enem”, explicou a estudante Leila Santiago.

Fonte: G1 PE

Blog do Banana

Deixe seu comentário